Futebol Maranhense

Moto contesta tabela e regulamento do Maranhense; FMF fala em falta de amparo legal

O Moto Club entregou um manifesto à FMF contestando o regulamento e a formulação da tabela do Campeonato Maranhense 2018. O documento foi entregue na última sexta-feira (17), mas só agora veio à tona por conta do encerramento do prazo para pedidos de alterações na competição.

Como o documento ainda não veio a público na íntegra, pedimos ao presidente do Moto, Célio Sérgio, o teor do manifesto. O diretor rubro-negro fala em alteração de tabela e questiona a maneira com que ela foi construída.

– Essa pergunta é boa pra FEDERAÇÃO (sobre qual o teor do documento). Prefiro que ele se manifestem. Mas o Moto pede alteração da tabela. Contesta a forma como foi feita – disse.

Outro detalhe é que no texto entregue pelo Moto, que teve página inicial divulgada pelo próprio Célio Sérgio, existe também contestação a respeito do regulamento da competição. A FMF diz que apenas foi entregue um manisfesto a respeito da tabela.

– O Moto não contestou nem sugeriu mudança no REGULAMENTO, o documento, contesta a tabela – afirma o presidente da FMF, Antônio Américo, diferente do que diz a folha inicial divulgada pelo Moto que destacamos em vermelho na imagem acima.

Procuramos também o vice-presidente de competições da FMF, Hans Nina. Segundo ele o documento do Moto não é amparado pela lei.

– Não li a integra do documento. Ao que consta, a manifestação trata da tabela, o que não é amparado pela lei. Mesmo assim, seguirá o tramite: analise pelo ouvidor do campeonato, que tem 72h para elaborar parecer, e em seguida analise pela Federação. Quando dizemos do amparo da lei, trata-se do Estatuto do Torcedor, que preve no art 9 que “regulamento, tabela e ouvidor sejam divulgados com 60 dias antes”; que “nos 10 dias seguintes, qualquer interessado pode sugerir alteracçao no REGULAMENTO” e ai segue o tramite descrito acima. O artigo preceitua ainda que o Regulamento definitivo não pode sofrer alterações em 2 anos salvo se autorizado pelo conselho nacional do esporte.
Possível alegação que tabela e regulamento são um só (essa alegação não foi feita, apenas conjecturando) não prospera pois, como dito, o Estatuto Torcedor veda mudança de regulamento, e não da tabela, logo não são únicos. Entretanto, conforme exposto, seguiremos a tramitação corriqueira ao documento, observando o direito constitucional de petição, que cabe a todos pleitear algo que entende ser cabível – afirmou Hans.

Ainda segundo a Federação Maranhense de Futebol ao fim do prazo (20/11) nenhum clube entregou contestação específica ao regulamento da competição. O Campeonato Maranhense 2018 começa no dia 21 de janeiro.

2 comentários em “Moto contesta tabela e regulamento do Maranhense; FMF fala em falta de amparo legal”

  1. Este ptesidente do moto é uma piada, vendo a tabela verifica-se todos os times da capital jogarão 4 jogos fora e três em casa , pottanto, justissima a tabela, este presidente é um agitador, deve ser banido do fitebol.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s