Futebol

Série C 2019: adversários de Sampaio e Imperatriz podem mudar

Com definições de acessos e rebaixamentos nas divisões do futebol brasileiro, projeta-se o panorama de como vai ficar a Série C 2019, que tem Imperatriz e Sampaio como representantes maranhenses. A competição já se apresenta com um problema para o Grupo A (Região Norte-Nordeste) pelo excesso de clubes que chegaram na divisão.

O Blog do Afonso Diniz fez um levantamento e constatou que só com aquilo que já está definido a chave já tem 12 times e dependendo do último rebaixado da Série B – se for CRB ou Paysandu – pode chegar a 13. A dificuldade se encontra, porque cada grupo tem que ter apenas dez equipes e, portanto, de dois a três times deverão ser deslocados para o Grupo B (Centro-Oeste, Sudeste e Sul).

Os times do Norte-Nordeste que já estão garantidos na Série C são: Náutico, Atlético-AC, Santa Cruz, Botafogo-PB, Confiança, Remo, Globo, ABC – que permanecem – Ferroviário-CE, Imperatriz, Treze – que subiram da D – e Sampaio – que caiu da B. A conta aumenta se o último rebaixado da Série B for Paysandu ou CRB.

O Grupo B (Centro-Oeste, Sudeste e Sul) já tem definidos os times seguintes: Luverdense-MT, Tombense-MG, Ypiranga-RS, Volta Redonda-RJ – que permanecem – São José-RS – que subiu da D – Boa Esporte-MG e Juventude-RS – que desceram da B. A conta pode aumentar de sete para oito se o último rebaixado da Série B for Criciúma, Oeste ou Figueirense.

A dúvida é saber qual critério vai ser utilizado pela CBF para tirar de duas a três equipes da Chave A. Clubes como Confiança, Atlético-AC e Imperatriz tem que ficar de olho, pois podem ser os escolhidos por questão de logística e distância territorial. Entretanto, caso o Paysandu seja o último rebaixado da Série B, existe uma corrente para se levar a dupla Re-Pa para a outra chave. Sendo que neste cenário mais um clube teria que ser deslocado, muito provavelmente o Atlético-AC.

Vale lembrar que times do Norte como Paysandu, Remo e Atlético-AC  – os dois últimos já confirmados na Série C 2019 – vem disputando a Copa Verde, que além de times desta região conta com clubes do Centro-Oeste e Sudeste.

É importante a FMF já se adiantar e ficar por dentro do que está sendo estudado para que seus filiados, Sampaio e Imperatriz, não sejam os prejudicados nas mudanças que virão pela frente. Outra saída seria a tão esperada competição com todos os 20 times em pontos corridos, mas a chance é remota pela logística e viabilidade financeira do torneio.