Futebol

Bola aérea segue sendo “carma” do Sampaio

Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

A bola parada segue sendo o item mais temido pelo Sampaio Corrêa. Jogando diante do CSA em pleno Rei Pelé, o Tricolor teve uma boa estratégia tática, a dobra pela direita com Bruno Moura funcionou e surpreendeu o CSA, mas, parece mesmo que o ponto fraco do time segue vindo do alto. Pegando um gol aos 43, o Tricolor ficou no 1 a 1 com o Azulão.

Na temporada passada a maioria dos gols que o Sampaio sofreu vieram de bolas aéreas e  já ficou claro que o técnico Francisco Diá vai ter muito trabalho para tentar minimizar esse número em 2018. Quem não se lembra de grandes partidas que o Tricolor fez que acabaram tendo o leite derramado por um lance vindo do alto? Contra o CSA não foi diferente.

Partida taticamente bem consistente do Sampaio, que fazia um jogo no estilo Diá, com um time operário, de forte marcação e sensivelmente traiçoeiro. Diá leu bem a forma com que o CSA vinha para cima e anulou o potencial ofensivo do lado esquerdo do time alagoano.Como sempre arma seu time em função do adversário, surpreendeu marcando seu gol justamente por lá. Ali teve um nó tático do técnicoboliviano no Flávio Araújo.

Depois era natural que o CSA fosse pra cima, pois o clima já ficava quente nas arquibancadas. Acho que o Sampaio poderia aproveitar melhor o nervosismo do CSA que era notório e pintaram boas chances de matar o jogo. Faltou ser mais efeitvo.

É fato também que o CSA chegou bem e o goleiro Andrey fez excelentes intervenções. Mesmo goleiro que vinha saindo divinamente do gol até os 43 do segundo tempo, quando bateu cabeça com zaga e tomou o 1 a 1.

Longe de ter sido um resultado ruim. Até porque antes da bola rolar, o torcedor boliviano trocaria sem ir a Maceió o empate com o forte time do CSA. O problema foram as circunstâncias do jogo. Ficou aquele gostinho dos três pontos. Mas, de todo modo, o Sampaio vacilou mas conseguiu tirar um ponto importante de um adversário direto. Lá na frente esse “renegado pontinho” tem tudo para ser decisivo.

 

7 comentários em “Bola aérea segue sendo “carma” do Sampaio”

  1. Não é que seja um karma mas se vc observar o Michel empurra o goleiro Andrey e impede que ele faça a defesa., além da bola ter passado no primeiro pau e não ter nenhum jogador alto pra impedir ou seja erro de posicionamento da defesa

    Curtir

  2. Creio q foi falta no goleiro ou então excesso de malandragem do jogador do CSA em cair em cima do goleiro e do outro jogador do Sampaio. Essa jogada com certeza já era ensaiada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s