Futebol Maranhense

Honra ao “Guerreiro Desacreditado” que classificou dois times maranhenses no Brasileirão

Foto: Assessoria de Imprensa/SID.

Muita gente não acreditava, inclusive eu. Mas é de saltar os olhos o que Marcinho Guerreiro tem feito neste início carreira como treinador. Campeão maranhense com folga (quase invicto) e de quebra ainda classificou o Moto e o Imperatriz com antecedência para o mata-mata da Série D do Brasileiro. Sem contar com os trabalhos de “bombeiro” como interino no Moto que foram sempre além da expectativa.

Particularmente, não acreditava no Marcinho e tenho a impressão que esse era o pensamento da maioria das pessoas que convivem com o futebol local. Olhava nele apenas um ex-jogador que como treinador era motivador, mas o Guerreiro vai muito além disso.

Ninguém conquista tanta coisa em tão pouco tempo e com tão pouca experiência no cargo à toa. É mérito! Aliás, é preciso que se diga que todas essas conquistas foram em meio a tantos fatores adversos, principalmente no Moto Club.

Tem treinador de “grife” que não superaria esses obstáculos que teve o Marcinho e sequer chegaria perto a estas conquistas recente desse novo talento do futebol maranhense. A honra pelo Campeonato Maranhense conquistado e as vagas de Moto e Imperatriz tem no Guerreiro um personagem principal. E ponto!

Foto: Assessoria de Imprensa/SID.

Taticamente tem se mostrado também versátil. Inicialmente, via ele como um treinador que gostava de montar times de maneira reativa com aposta em linhas baixas e jogadores ofensivos de velocidade. Entretanto, o trabalho cheio de gols e ofensividade no Imperatriz tem mostrado que Marcinho mexe conforme a massa.

Como em toda profissão, veremos nele altos e baixos, tem muito e sempre terá o que apreender, mas, na minha leitura, vejo o Marcinho Guerreiro não mais como aquele “bombeiro” que chegava para contornar crise no Moto. O Guerreiro agora tem potencial para outras batalhas, pois estratégia é sim com ele. Sim, honra ao Guerreiro. A grata revelação do futebol maranhense.

 

4 comentários em “Honra ao “Guerreiro Desacreditado” que classificou dois times maranhenses no Brasileirão”

  1. Não vamos desmerecer o Profissional, a gente critica o adversário, não o ser humano. Sou torcedor do Sampaio mas o Estado precisa ter técnicos de futebol como os outros estados tem. Parabéns ao Marcinho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s