Futebol Maranhense

Sampaio fora do Estadual e Imperatriz na final

Deu Cavalo de Aço! Como esperado, o Imperatriz fez valer seu mando de campo e bateu o Sampaio Corrêa na disputa por uma vaga na final do Campeonato Maranhense 2019. O Colorado voltou a empatar com o Tricolor, desta vez em 1 a 1, e avançou a decisão do Estadual.

Os gols só vieram no segundo tempo. Renan Dutra fez aos 21 e Maxuel Samurai descontou aos 48, insuficiente para a Bolívia Querida que precisava da vitória .

O Imperatriz agora aguarda o vencedor do confronto entre Moto e MAC. As equipes se enfrentam neste domingo (7) e o Rubro-negro pode perder até por um gol de diferença.

Análise

O técnico Julinho Camargo até tentou correr atrás para ajustar o erro que cometeu no jogo de ida contra o Imperatriz e fez tudo que deveria lá corrigir, mas era o jogo errado. Como aqui proposto no BLOG DO AFONSO DINIZ o treinador se devolveu do equívoco de utilizar Medina como lateral-direito, retornou o Wanderson a função, tirou Patrick Mota e devolveu ao time um meia de origem, no caso o próprio Medina.

Mas era tarde demais, e a gente aqui já  adiantava que o jogo do Sampaio era o de ida. Nossa pergunta é: porque não fez isso na formação anterior? Como dizíamos, custaria caro e foi o Sampaio Corrêa quem ficou fora da vaga direta da Copa do Nordeste e uma das vagas do Maranhão na Copa do Brasil 2020.

Em suma, ficou bem claro que o técnico Julinho Camargo pecou sensivelmente na estratégia montada para a semifinal do Estadual. É tanto que agora o Tricolor só volta a campo em 2019 na Série C, esperamos que com a reflexão adequada devidamente feita ao tamanho deste clube chamado Sampaio Corrêa.

O que até agora foi apresentado é incompatível com tamanho financeiro e histórico do clube. Para o Brasileiro tem tempo. Só não tem é desculpa.

Futebol Maranhense

Moto vence e amplia vantagem diante do MAC

Foto: Igor Leonardo/ Maranhão

Nos primeiros 90 minutos do Maremoto decisivo deu Papão do Norte. O Moto Club saiu na frente do Maranhão e ampliou ainda mais a vantagem sobre o time atleticano nas semifinais do Campeonato Maranhense 2019. Jogando na noite desta quinta-feira (4), o Rubro-negro bateu o MAC por 2 a 1 e deu grande passo rumo a decisão do Campeonato Maranhense.

 

A vitória motense foi construída com gols no primeiro tempo. Aos 12 minutos, Juninho fez de pênalti e aos 25 Márcio Diogo ampliou para o Papão do Norte. O gol do MAC veio só no segundo tempo com Deylon em penalidade convertida aos 17 minutos.

Por conta vitória por 2 a 1, o Moto Club aumentou sua vantagem frente ao MAC. Agora, no jogo de volta, o Rubro-negro pode até perder por um gol de diferença que mesmo assim avança a grande final do Campeonato Maranhense 2019.

O novo encontro entre as equipes será realizado neste domingo (7), novamente no Castelão. O empate final por uma vaga na decisão do Campeonato Maranhense 2019 está marcado para às 16h.

Futebol Maranhense

MAC x Moto: escalações e arbitragem

Foto: Igor Leonardo / Maranhao

A dupla Maremoto começa a definir uma vaga na grande final do Campeonato Maranhense 2019. Rubro-negros e quadricolores fazem a primeira partida da semifinal da competição nesta quinta-feira (4), às 20h15, no Castelão.

Por melhor campanha na fase classificatória, o Moto Club tem a vantagem da igualdade no placar agregado e pelo momento da temporada tem o favoritismo na disputa. Porém, o MAC cresceu desde a chegada de Sandow Feques e aposta nesta evolução para superar o rival.

Os ingressos para a primeira decisão variam de R$ 20,00 a R$ 50,00. Serão abertos apenas o setor 1, com divisão das torcidas por segurança, e as cadeiras cobertas, que terá presença mista de torcedores.

O GloboEsporte.com e a Rádio Mirante AM transmite o Maremoto ao vivo através de suas ferramentas. Confira escalações e arbitragem para o duelo.

MAC: Rodrigo Ramos; Denílson, Anderson Alagoano, Lucas e André Radija; William, Rodrigo e Deylon; Jefferson Abreu, Marciano e Maurício. Téc. Sandow Feques.

Moto: Rodolfo; Diego Renan, Lucas Dias, Alisson e Matheus Mendes; Naílson, Lucas Hulk e Juninho Arcanjo; Gleissinho, Márcio Diogo e Evandro Russo. Téc. Wallace Lemos.

Arbitragem: Jorge Luís Viana é o árbitro. Os assistentes são Elson Araújo da Silva e Raelson Almeida. O quarto árbitro será Mayron Frederico dos reis Novaes. Os adicionais serão Jonterlon de Macedo Escorcio e Otávio José de Araújo Neto.

Futebol Maranhense

Sampaio erra em estratégia e Imperatriz leva vantagem para casa

Foto: Elias Auê/Sampaio

A decisão por uma vaga na final do Campeonato Maranhense 2019 entre Sampaio e Imperatriz ficou para a segunda partida. Jogando na noite desta terça-feira (2), no Castelão, as equipes empataram em 0 a 0.

Com o resultado, o Cavalo de Aço agora joga por um novo empate no duelo de volta. O novo confronto será realizado no Frei Epifânio, neste sábado (6), às 20h.

Análise

Foi notável e natural que o Sampaio teve mais volume de jogo. Afinal, o Tricolor tentava inverter uma vantagem, atuava em casa e jogava diante de um Imperatriz em linhas baixas, apostando nos contra-ataques. O único pedaço diferente desse panorama foram os primeiros 15 minutos do primeiro tempo em que o Cavalo de Aço foi bem melhor. Creio que o time visitante sentiu a falta de ritmo e é preciso pontuar a lacuna que teve na temporada por conta do seu adversário atuar na Copa do Nordeste.

Mas, acima de tudo, acredito que o técnico do Sampaio, Julinho Camargo, pecou na estratégia montada e também durante as alterações no percurso do jogo. Concordava que o treinador deveria mudar algumas peças em relação ao bom jogo contra o Bahia, mas não a maneira de jogar.

É elementar que o que deu mais certo na temporada foi uma dupla de maior saída de bola – Dedé e Eloir como únicos volantes. Contra o Imperatriz Camargo escalou Patrick Mota, utilizou três volantes e ficou alternando Dedé e Eloir como meia. Não funcionou e bola do Sampaio ficou bastante quebrada.

O improviso do Medina na lateral foi um problema para o time, que sofreu com as descidas do Jeff e Renan, além limitar todas as boas características do atleta. Não entendi ter sacado Odair do time, já que várias vezes o zagueiro Wanderson jogou em uma linha de quatro sendo o lateral-direito, improviso criado pelo próprio Julinho.

Nas mudanças do Sampaio faltou mais agressividade. Foram alterações protocolares no famoso “seis por meia dúzia”. Cristian na vaga Edgar, Ullisses em lugar de Samurai e, no fim, Cleitinho entrando para saída de Lucas Gabriel.

Depois disso, o treinador fez mudanças de tabuleiro como jogar Mota pra lateral e jogar Calmon como extremo. Por que não fazer a função com os atletas de gesto técnico melhor para função e com suas determinadas características?

A cautela custou caro, pois agora o Sampaio vai ter que decidir em Imperatriz e jogar com o Colorado fora não é como enfrentar Santa Quitéria – rebaixado que nem tem casa – e Pinheiro, como disse Julinho. Com todo respeito! É indubitável que jogar fora diante do Cavalo de Aço é tarefa mais difícil do Estadual para as equipes da capital. Pode custar caro o fato do técnico Julinho Camargo não ter abdicado de três volantes.

Futebol Maranhense

Sampaio encara o Imperatriz com mudanças

Foto: Elias Auê/Sampaio

Com preparação encerrada para o jogo contra o Imperatriz, pela semifinal do Campeonato Maranhense, o Sampaio vai em busca de reverter a vantagem do adversário, nesta terça-feira (2), às 20h15, no Castelão. O time titular não foi confirmado pelo técnico Julinho Camargo, que após a vitória sobre o Bahia, com boa atuação no último sábado com formação alternativa, levantou uma série de dúvidas.

A principal delas é sobre a manutenção do volante Patrick Mota, que jogou como lateral esquerdo e deu bastante consistência ao meio-campo pelo seu posicionamento. O meia Cleitinho – autor do golaço da vitória sobre os baianos – também pede passagem na formação titular.

O lateral-esquerdo Patric Calmon e o meia Medina correm os risco de serem preteridos por conta da atuação dos atletas considerados reservas. Para o confronto diante do Cavalo de Aço a expectativa é sobre as voltas de alguns titulares consideradas certas como Andrey, Maxuel Samurai e Edgar.

O Sampaio ainda tem dúvida sobre a possibilidade de contar com o zagueiro Vítor Bafana, que se recuperou de um entorse no joelho e já vem realizando trabalhos físicos. O lateral-direito Yan sofreu uma lesão grave no joelho no jogo contra o Bahia e não enfrenta o Imperatriz. O departamento médico espera a realização de exames de imagem para ter um diagnóstico final sobre o atleta.

Para o confronto diante do Imperatriz o Sampaio deve entrar em campo com Andrey; Wanderson, Odair, Vítor (Moisés) e Patric Calmon ( Patrick Mota); Dedé, Eloir, Cleitinho (Medina) e Lucas Gabriel; Edgar e Maxuell Samurai.

Futebol

Sampaio e Moto se despedem com vitória do Nordestão e elevam moral

Foto: Osmar Rios

Se a classificação não veio para os representantes maranhense, a despedida foi com vitória. Na última rodada da Copa do Nordeste e sem chances de classificação, o Sampaio venceu o Bahia, no Castelão, por 1 a 0, e o Moto bateu o Sergipe, por 3 a 0, no Batistão.

No jogo da Bolívia Querida o destaque foi o golaço de Cleitinho, que acertou um chute do seu campo de defesa. Aquele que Pelé não fez.

Na partida do Moto, o nome foi Gleisinho que marcou dois. Vander fez o terceiro motense.

As vitórias de Moto e Sampaio são importantes para fechar com dignidade o torneio, deixar as respectivas lanternas, mas, acima de tudo para elevar o moral para as as semifinais do Estadual. Principalmente para o Sampaio, que na minha opinião c certeza fez a sua melhor partida da temporada – olha que com time misto e diante de um grande adversário.

Alma lavada para o Tricolor que pega nesta terça (2) o Imperatriz, no Castelão. No mesmo estádio o Moto pega o MAC, na quinta (4). Ambos os confrontos estão marcados para às 20h15.

Futebol Maranhense

Sampaio e Moto se despedem da Copa do Nordeste neste sábado (30)

Representantes maranhenses, Moto e Sampaio entram em campo na rodada de despedida na competição. Sem chances de classificação, o tricolor recebe o Bahia, no Castelão, e o Rubro-Negro visita o Sergipe, no Batistão. Ambos os confrontos marcados para às 16h.

Em grupos distintos, as equipes maranhenses são lanternas de sua chaves. A Bolívia Querida, atual campeã do Nordestão, tem apenas um ponto e é o último colocado do Grupo A. O Papão do Norte tem oito, mas também é o lanterna da Chave B.

O detalhe é que os adversários dos maranhenses nesta última rodada ainda tem chances e precisam vencer para chegar até as quartas de final do torneio. O Bahia é o quinto colocado com 12 pontos, a um do G-4. O Sergipe tem apenas três, mas tem chances matemáticas de avançar em caso de vitória, pois o Salgueiro com seis fecha o G-4 do grupo A.

As partidas terão cobertura do GloboEsporte.com e da Rádio Mirante AM.