Futebol Maranhense

MOTO X IMPERATRIZ: áudios dos advogados sobre disputa jurídica

Na tarde dessa terça-feira (19), a Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça desportiva (TJD-MA) julgou como prescrito a denúncia do Imperatriz contra o Moto Club sobre uma suposta assinatura falsa no contrato do Moto Clube com o atleta Gleydisson Santos.

A decisão foi tomada por 3 votos a 1 e o Imperatriz disse que irá recorrer ao Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão para que seja feito o julgamento do mérito.

O Blog do Afonso Diniz disponibiliza para você palavra dos advogados de cada clube em áudio. Ouça:

Perez Paz – Imperatriz

Eduardo Duailibe – Moto

Futebol Maranhense

Robson Duarte deixa o Sampaio

O atacante Robson Duarte não faz mais parte do Sampaio. Clube e jogador anunciaram o término da relação nesta terça-feira por meio das redes sociais.

O Blog do Afonso Diniz apurou que o jogador pediu desligamento após perder espaço nessa reta final da temporada. O jogador ainda não tem destino definido e seu empresário ainda articula negociações com um novo clube.

No Sampaio o jogador teve um desempenho considerado positivo alternando entre entradas no segundo tempo e titularidade. Destaque para o gol na final no Campeonato Maranhense contra o Moto e golaço na Série B diante do Vitória.

Na noite desta terça-feira o atacante ainda era cotado para ser titular já que Pimentinha não embarcou. Porém, com falta dos canhotos Conde deve escalar Diego Tavares.

Futebol Maranhense

Caio Dantas faz carta de despedida ao Sampaio

O atacante Caio Dantas usou suas redes sociais para se despedir e confirmar sua saída da Bolívia Querida. A notícia foi antecipada há dias nos veículos que reportamos, mesmo com negação por parte do Sampaio.

Confira abaixo a postagem feita pelo artilheiro da Série B e da temporada no futebol brasileiro.

Foram 17 gols com a camisa do Sampaio, todos na Série B do Brasileiro, onde o atacante é o artilheiro da competição. Até agora só conseguimos a informação que jogará em outro país. Depois de tanto negacionismo, eu já começo a acreditar que a China é quem irá lhe receber como chegou a nossa reportagem e foi negado pelo clube.

Futebol Maranhense

Sampaio já pode e deve escrever seu 2021

Não possível mais subir e nem cair. E agora, o que fazer? Penso que o Sampaio deve acelerar seus passos para o ano que já começou. Estamos na transição de uma temporada totalmente atípica e o planejamento para o novo calendário que bate as portas é ainda mais fundamental.

Pensem comigo… Se o Sampaio já sabe que boa parte dos atletas da primeira pratileira não ficarão por diversos motivos e principalmente financeiro, se também já tem na cabeça com quem quer ou não ficar, se viu que faltou rodar mais o elenco por falta de confiança e quer dar mais oportunidade a quem não jogou, que o faça. E agora!

O Léo Condé vai ficar para a próxima temporada? É hora de bater logo esse martelo e com ele ou com outro comandante começar a traçar o 2021 que vem aí com Maranhense, Copa do Brasil, do Nordeste e Série B. Já sabe de tudo isso agora e não pode entrar naquela ladainha que faltou perna, calendário cheio e o tal do elenco é curto. Se vai ter mesmo a política do bom e barato, o tal do feijão com arroz não tem outro caminho. Bota logo esse feijão no fogo, cara! Tem que sair na frente! Principalmente para quem expõe tanto problemas financeiros.

Eu nestas quatro últimas partidas já estaria com pré-temporada aberta. Contratações, liberações e projeções já deveriam ser postas nesta mesa e a luz do dia. Depois não pode reclamar que tá comendo o almoço no jantar…

Futebol Maranhense

Patrocínio máster, intercâmbio, novo comando e o play do São José em 2021

O São José já está com o bonde andando para a temporada 2021. O clube divulgou a contratação de Ricardo Alves, treinador que já passou no começo dos anos 2000 pelo Viana, Moto, MAC e Sampaio , onde inclusive foi diretor de futebol, função que também será axeccida pelo comandante nas busca por captação de recursos.

O clube já está fazendo pequenas peneiras com jovens na Região Metropolitana. O elenco será apresentado no dia 18 de janeiro.

Vale lembrar que o Peixe-Pedra fez excelentes campanha em 2020 chegando a semifinal do Maranhense. O Blog do Afonso Diniz apurou que o clube está articulando parceria com grandes clubes como Cruzeiro, Fluminense e Atlético-GO para chegada e saída de jovens das categorias de base.

Um patrocínio máster com uma empresa do ramo elétrico já foi fechado. Antes sem local para treinar, o Peixe-Pedra também fechou uma parceria com uma empresa para realizar suas atividades de preparação para o Estadual.

Futebol Maranhense

Futebol amador: América consegue vitória em Bacabeira

O América foi até Bacabeira-MA para realização de amistoso no povoado de Zé Pedro e trouxe uma vitória na bagagem. A equipe americana bateu o Mangueira por 1 a 0 no último fim de semana.

O jogo foi bastante apertado e goleiro Pablo conseguiu destaque. Peruano e Elton também tiveram atuação de destaque.

O autor do único gol do jogo foi Zé Carlos, experiente atleta da equipe. Sucesso, turma!

Futebol Maranhense

Quentinhas do Sampaio Corrêa

O Sampaio joga nesta terça-feira diante do Botafogo-SP, às 19h15, no estádio Santa Cruz, e deve ir com três mudanças para a partida pela 34ª rodada do Brasileirão. O tricolor realiza treino final nesta tarde, no CT da Ponte Preta, onde o técnico Léo Condé vai definir a equipe.

Luís Gustavo reassumir a lateral direita no lugar de Joazi e a tendência é que Pimentinha volte a titularidade no lugar de Robson Duarte. Ambos estavam suspensos.

A terceira mudanças é no ataque. Caio Dantas não viajou com a delegação e não deve mais jogar à Série B do Brasileiro. O artilheiro da Série B acertou com uma equipe do exterior e Jackson deve assumir o posto.

SAMPAIO: Gustavo; Luís Gustavo, Joécio, Daniel Felipe e João Victor; André Luiz, Vinícius Kiss e Marcinho; Roney, Jackson e Pimentinha (Robson Duarte).

 

Futebol Maranhense

Sampaio: hora de jogar a toalha e planejar 2021

Acabou. Podem jogar a toalha. Apesar da matemática ainda não cravar o sonho do acesso do Sampaio ficou para uma outra temporada.

A Bolívia Querida segue realizando péssimas atuações e na noite desta sexta-feira chegou ao sétimo jogo sem vencer. A da vez foi diante do Cruzeiro, por 1 a 0, no Castelão, com gol de Willian Pottker, aos quatro minutos do primeiro tempo.

O Tricolor simplesmente empacou nos 45 pontos e agora já é o nono colocado. Uma pena, mas a temporada pro time maranhense acabou. Que cumpra sua tabela e já comece a planejar o seu 2021.

O que faltou? Faltou gás, faltou elenco que mesmo quando vinha em uma série de vitórias fazia questão de destacar que a fatura chegaria. Faltou assertividade nas contratações da reta final. Chegaram Dione, Mailson, Serginho e Roni, que simplesmente estreou a esta altura do campeonato. Os outros ou não foram relacionados ou entraram no fim. Já eram poucos em números e foram ainda menores em qualidade.

Faltou também uma releitura tática da equipe. A plataforma do 4-3-3 ficou ineficaz há algum tempo, lá atrás, quando o time ainda conseguia vencer no sufoco. Dava pra fazer as alterações e o Sampaio não precisava de uma pré-temporada para criar tais alternativas. A burocracia tática apresentada pelo Sampaio foi um componente fortíssimo para este declínio apresentado.

Alguns jogadores importantes também devem ter registrada sua porcentagem, pois na reta final simplesmente desapareceram se apresentando a abaixo daquele pior momento de zona de rebaixamento superado pelo time. Logística? Só vai mudar quando se tira a Ilha de São Luís do lugar. Alguém descobriu isso agora? E outra, mesmo sendo desafiadora não acredito que esteja dentro dos fatores principais. O torcedor fala muito do “largou” eu não acredito nessa tese. Pra mim não faz sentido.

Só espero que essa oportunidade histórica volte a bater na porta do futebol maranhense e, diferente desta temporada, ela seja bem recebida…

A COBERTURA DA DERROTA DO SAMPAIO DIANTE DO CRUZEIRO VOCÊ CONFERE NO GE

Futebol Maranhense

Imperatriz recebeu mais de 1,5 milhão da CBF em ano da crise

Mergulhado em uma crise financeira que levou até a uma punição na FIFA, o Imperatriz vive uma verdadeira saga para levantar cifras e conseguir disputar a temporada 2021. O clube precisa de imediato quitar um débito com o Fénix, do Uruguai, de 40 mil dólares, para se livrar da pena e, posteriormente a isso, regularizar atletas.

Nesse contexto, o Blog do Afonso Diniz fez um levantamento do que foi adquirido somente em cotas e auxílio junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na temporada que ainda se estende.

O maior valor adquirido pelo Cavalo de Aço por participação em uma competição foi na Copa do Nordeste. Por disputar a primeira fase do regional 2020 o clube embolsou exatos 775 mil reais.

Assim como na Copa do Nordeste, o Imperatriz também foi eliminado na primeira fase da Copa Brasil. Pela disputa na fase inicial do torneio nacional, o time colorado botou nos cofres a quantia de 555 mil reais.

Além das cotas por participação em competições, o Imperatriz ainda recebeu um auxílio da CBF em meio ao início da pandemia da Covid-19 e a paralisação do futebol. Por ser então participante da Série C do Brasileiro o Cavalo de Aço recebeu o valor 200 mil reais.

Somando cotas e auxílio oferecido pela CBF o Imperatriz superou a casa de 1,5 milhão recebido. O número exato é um 1,535 milhão de reais.

A reportagem não teve acesso ao que foi adquirido com bilheteria antes da pandemia, patrocinadores, parcerias e auxílios municipais e estaduais. Vale lembrar que por meio da lei de incentivo o Governo do Estado do Maranhão prometeu 1,1 milhão para rateio entre os times que disputaram a Série A do Maranhense 2020 e a informação que chegou ao blog é que parte disso foi pago.

Lembramos ainda que nesta temporada o Imperatriz fez uma parceria com a JB Sports, que assumiu a direção de futebol do clube durante a disputa de parte do Maranhense e do Brasileiro da Série C. O clube não revelou qual foi a contrapartida financeira recebida pela carta branca dada ao grupo de empresários.

Futebol Maranhense

VÍDEO! Condé rebate acusação de acomodação no Sampaio pra não conseguir acesso: “Isso não existe”

Nas redes sociais não se fala em outras coisa. Boa parte da torcida do Sampaio quando tenta justifica a vertiginosa queda do Sampaio na Série B aponta um comodismo desde que a equipe conseguiu garantir a permanência na competição – inicial objetivo. Durante coletiva de imprensa, o técnico da Bolívia Querida, Léo Condé, foi questionado sobre a temática e foi frontalmente contra a essa linha de pensamento.

O Blog do Afonso Diniz disponibiliza para você o trecho que o treinador trata da questão:

“A gente está sempre procurando fazer o melhor. É um desafio muito grande. O Sérgio (Frota) posiciona isso muito bem para o torcedor, para imprensa… Acho que tá difícil das pessoas entenderem. Infelizmente o futebol maranhense tem uma dificuldade financeira muito grande estrutural. Então quando chega na reta final, no momento de definir mesmo, sempre falta alguma coisa… Da nossa parte a gente está procurando fazer o melhor possível. Vamos lutar até o final”, afirmou o treinador.

“Objetivo era realmente ser campeão Estadual e manter o time na Série B, mas não foi por isso que a gente abriu mão da Série B. Isso não existe. Todo mundo aqui tem um sonho de chegar na Série A. Eu, particularmente, como profissional, é claro que eu quero chegar na Série A. “Ah, largou”. Não. Ninguém largou aqui não. Temos que reconhecer que os adversários em alguns momentos foram mais competentes que a gente, tivemos problemas de lesões, mas pode ter certeza que a gente tem um alto grau de seriedade e vai procurar honra a camisa do Sampaio até o final. Agora, nós temos nossas limitações também”, finalizou Condé.