Futebol

Sampaio perde para Goiás e agoniza na zona do rebaixamento da Série B

O rebaixamento do Sampaio parece que se tornou uma questão de tempo. Jogando na noite desta segunda-feira (5), no estadio Olímpico, o Tricolor perdeu para o Goiás, por 1 a 0, e segue agonizando dentro da zona da ‘degola’ da competição.

O único gol da partida foi marcado ainda no primeiro tempo. Giovanni chutou de fora da área, Andrey cooperou e o time esmeraldino converteu.

Com a derrota o Sampaio permanece na vice-lanterna da competição com 32 pontos. Com a rodada toda ainda por acontecer, o Tricolor pode até ter a diferença de saída, hoje de seis pontos, aumentada para nove, já que o CRB primeiro time fora do Z-4 tem 38 pontos e ainda joga. Tudo isso para ser tirado em apenas três jogos restantes.

Definitivamente parece que o Sampaio se perdeu em toda sua plataforma de jogo. O time que tinha crescido se desorganizou partida a partida e os erros são sempre os mesmos. Espaçado, lento, errando passes demais – até por conta dessa falta de compactação – sem velocidade nas transições, falta de criatividade e o pior: sem entusiasmo algum. Viveu de chutões nesse jogo contra o Goiás – e mal.

O Sampaio ainda tem três jogos pela frente. O próximo já será neste sábado (10), no Castelão, às 18h30 (horário de São Luís), diante do São Bento.

Futebol

Sampaio perde em casa para o CSA e só se livra com um milagre

Foto: Lucas Almeida

Foi um verdadeiro balde de água fria naquela esperança que ainda resistia. Jogando em pleno estádio Castelão, o Sampaio fez uma péssima partida e perdeu por 3 a 2 para o CSA, na noite desta sexta (2).

No primeiro tempo, o CSA saiu na frente com Celsinho e o Sampaio chegou a virar o jogo ainda na etapa inicial com gols de Esquerdinha e Matheusinho. Entretanto, no segundo tempo, com falhas da defesa e do goleiro Andrey, Neto Berola fez dois gols e deu a vitória aos alagoanos.

Foi um jogo muito ruim do Sampaio. O time esteve abaixo da crítica em praticamente tudo. De positivo só teve maior posse de bola e aquela falsa impressão de domínio, porque foi uma escolha do CSA jogar em linhas baixas.  Saída de bola muito ruim, passes considerados fáceis se tornaram um tormento e todos aqueles erros já tradicionais no último terço do campo. Cruzamentos para ninguém e escolhas sempre equivocadas. Da finalização nem se fala, pois essa parece uma carma.

As entrevistas dos jogadores e do técnico Marcinho Guerreiro foram ainda mais entristecedoras. Deixaram bem claro nas entrelinhas que não mais acreditam – assim como eu – pela realidade que se apresenta. Não dizem diretamente, pois são valentes e vão se apegar até a última gota matemática.

Vou fazer das palavras de Sobral as minhas: “Vamos esperar um milagre”. A ideia é vencer quatro jogos dos próximos quatro.

O próximo jogo será nesta segunda-feira (5), contra o Goiás, no Olímpico. A partida está marcada para às 19h (horário de Sao Luís).

Futebol

Sampaio x CSA: escalações e arbitragem

Em duelo pela 34ª rodada do Brasileiro da Série B, Sampaio Corrêa e CSA se enfrentam nesta sexta-feira (2), às 21h30, no estádio Castelão. O confronto nordestino é um duelo de distintos dentro da competição, haja vista o posicionamento de cada equipe na classificação da competição.

O Tricolor luta para permanecer na Série B e neste momento é o 19º colocado com apenas 32 pontos. Já o CSA sonha com o acesso à Série A, tem 54 pontos e por conta do empate do Goiás na rodada já caiu para quarta colocação e busca seguir na zona de classificação nesta reta final do Brasileirão.

No Sampaio, o técnico Marcinho Guerreiro irá fazer quatro alterações. Luis Gustavo volta após suspensão na vaga de Bruno Moura. Por opção, Jocinei, Esquerdinha e Jheimy ganham os lugares de Diego Silva, Danielzinho e Uillian Barros, respectivamente. Willian Oliveira e Alvinho estão vetados por conta de problemas clínicos.

O CSA não tem baixas e o técnico Marcelo Cabo já confirmou que vai repetir a formação da última rodada, quando o Azulão venceu o Brasil de Pelotas, por 2 a 0. O último treino da equipe foi nessa quinta (1), no Castelão.

Sampaio: Andrey; Luis Gustavo, Joécio, Odair e Julinho; Adilson Goiano, Jocinei, Fernando Sobral, Esquerdinha e Matheuzinho; Jheimy. Téc. Marcinho Guerreiro.

CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Yuri, Dahwan, Didira e Daniel Costa; Hugo Cabral e Walter. Téc. Marcelo Cabo.

Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda apita o jogo. Ele será auxiliado por Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Daniel do Espirito Santo Parro. O trio é do Rio de Janeiro.

Futebol

Marcinho confirma time titular do Sampaio para pegar o CSA

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

O técnico Marcinho Guerreiro já confirmou qual será a formação titular do Sampaio para o jogo desta sexta-feira (2), contra o CSA, pela Série B do Brasileiro. O treinador vai fazer quatro alterações, sendo que três serão por opção.

No meio-campo com Willian Oliveira seguindo fora, o treinador saca Diego Silva, último titular e aposta na titularidade de Jocinei. Nas articulações Danielzinho perdeu a titularidade e Esquerdinha foi o escolhido. Eloir, que voltou de lesão ficará apenas no banco.

Outra modificação por escolha técnica de Marcinho Guerreiro será no ataque: Uillian Barros deixa o time para entrada de Jheimy. A única alteração que não tem perfil de opção técnica é a volta de Luis Gustavo após suspensão no lugar de Bruno Moura.

A formação já confirmada por Marcinho Guerreiro tem Andrey; Luis Gustavo, Joécio, Odair e Julinho; Adilson Goiano, Jocinei, Fernando Sobral, Esquerdinha e Matheuzinho; Jheimy. O Tricolor fecha sua atividade em treinamento no CT na tarde de desta quinta-feira (1).

Os ingressos para o jogo variam de R$ 20,00 a R$ 50,00. O confronto entre Sampaio e CSA será realizado nesta sexta-feira (2), às 21h30, no Castelão.

Futebol

Sampaio protocola denúncia contra o São Bento

A exemplo do Paysandu na semana passada, o Sampaio Corrêa também protocolou uma denúncia no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) contra o São Bento por conta de transferência de atleta de forma irregular no Campeonato Brasileiro da Série B 2018. A petição foi entregue nessa terça-feira e tem a mesma linha de raciocínio do clube paraense, que fala que o Bentão teria contratado de maneira irregular o atacante Gabriel Vasconcelos, que está emprestado à equipe de Sorocaba desde julho pelo Corinthians.

– Entendemos que houve um artifício para burlar o Regulamento Específico da competição, que impede um clube de receber mais de 5 atletas de outros clubes da Série B. O atleta, a nosso ver, participou de 5 jogos de forma irregular e isso precisa ser punido. Nessa reta final, uma posição na classificação pode ser fundamental para nossa permanência na Série B – disse diretor jurídico do Sampaio, Perez Paz, ao Blog do Afonso Diniz.

Ocorre, que para Paysandu e Sampaio, o São Bento extrapolou o número de contratações permitidas de jogadores que já estavam atuando na própria Série B, o que vai de encontro com o Art. 8º do REC (Regulamento Específico da Competição) da Segundona: “Uma vez iniciado o Campeonato, cada clube poderá receber até 5 (cinco) atletas transferidos de outros clubes da Série B. O atacante Gabriel Vasconcelos seria esse nome excedente.

Na denúncia, os clubes lembram que o São Bento já havia regularizado junto ao Boletim Informativo Diário (BID) da CBF os seguintes atletas: Douglas Mendes (Paysandu), Abuda (Figueirense), Samuel Santos (Figueirense), Tony (Ponte Preta) e Joãozinho (Vila Nova). Os clubes sustentam que mesmo o atacante Gabriel Vasconcelos pertencendo ao Corinthians o jogador iniciou a competição cedido pela Ponte Preta, onde fez um jogo na Série B 2018, contra o próprio time maranhense, ainda na 7ª rodada da competição. A devolução do atleta ao Corinthians só ocorreu na 17ª rodada do certame, posteriormente, o atleta foi transferido para o São Bento.

Neste momento, o São Bento é o 12º colocado, com 43 pontos. O primeiro clube dentro da zona de rebaixamento é o Juventude, que tem 35. Sampaio e Paysandu dizem que o jogador atuou em cinco partida e, se punido, o São Bento perderia 15 pontos.

O último colocado da Série B atualmente é o Boa Esporte com 29 pontos. Caso a perda de pontos do São Bento seja realizada, a equipe paulista seria o novo lanterna com 28.

O presidente do Bentão, Márcio Rogério Dias, disse estar tranquilo com relação ao assunto e prometeu também ir à Justiça, caso as denúncias sejam rejeitadas pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Futebol

Em média, Sampaio precisa de 80% de aproveitamento para seguir na Série B

Chegaram as últimas cinco rodadas do Brasileiro da Série B e, na zona de rebaixamento, a situação do Sampaio é tratada como delicadíssima para permanecer na competição. Com 32 pontos e dentro do Z-4, o Tricolor começa a fazer suas contas para saber o que precisa fazer para seguir na competição nacional. O Blog do Afonso Diniz pegou a calculadora e apresenta toda essa missão em números.

A média estipulada para livramento da competição é de 45 pontos, mas é praticamente unanimidade que esse número deve sofrer uma leve diminuição, pois chegando a 44 ou 43 pontos em 2018, uma equipe tem consideráveis chances de se livrar da ‘degola’. Ou seja, em média, o Tricolor precisaria de algo em torno de mais 12 pontos para permanecer na Série B.

Tendo em vista que o Sampaio tem cinco jogos ainda a fazer, a equipe maranhense precisaria vencer quatro dessas partidas. A pontuação seria 80% daquilo que ainda tem para disputar. Se baixar o alcance para 43 pontos, fazendo portanto três vitórias e dois empates o aproveitamento seria de 73,3%.

Existe alguns positivistas que acreditam ser possível que o Sampaio se livre com três vitórias e um empate, ou seja, alcançando 42. Mesmo essa pontuação sendo muito perigosa ela ainda traz um aproveitamento de saltar os olhos, pois neste caso o número seria de 66,6%.

O curioso é que nenhuma dessas hipóteses é mais baixo do que neste momento tem de aproveitamento o líder da competição. Na primeira colocação com 61 pontos em 33 jogos, o Fortaleza tem 61,6% de aproveitamento.

Nas próximas cinco partidas o Sampaio faz três jogos em casa e dois como visitante. Em seus domínios o Tricolor pega CSA, São Bento-SP e Boa Esporte. Já fora enfrenta o Goiás e o Criciúma.

Futebol

Sampaio perde “jogo de seis pontos” para o Juventude e entra em situação delicadíssima

Em jogo muito ruim, sem brilho e com muita chuva o Sampaio perdeu um duelo de “seis pontos” na reta final da Série B do Brasileiro. Na noite desta sexta-feira (26), no Alfredo Jaconi, o Juventude bateu o Tricolor por 1 a 0 em um confronto direto pela permanência na competição.

O único gol da partida veio nos pés de Hugo Sanches aos quatro minutos do segundo tempo. Na oportunidade, o jogador bateu uma falta na área, a bola não bateu em ninguém e Andrey, com muita dificuldade por conta da chuva aceitou.

Definitivamente foi uma péssima atuação das duas equipes e partida teve definição nesse mero detalhe acima. A forte chuva que caiu em Caxias do Sul-RS foi a maior culpada disso. Entretanto, o que me chamou atenção foi que o Sampaio conseguiu melhor no primeiro tempo, quando o gramado estava alagado, do que no segundo, quando a condição de jogo era infinitamente melhor.

A impressão que ficou é que depois que tomou o gol, o Sampaio simplesmente morreu em campo. Mesmo com mais de 40 minutos de jogo pela frente. Nos instantes finais, o Tricolor ainda tentou chegar ao empate e a melhor chance foi em uma sobra de cabeça com Julinho, que errou o gol, que já estava sem goleiro.

Vejo a situação a partir de agora complicadíssima. Não pela diferença de pontos para saída do Z-4, mas pela projeção de pontos que o Sampaio deve fazer. Com seus 32 pontos, independente da posição, o Tricolor teria que ganhar quatro dos próximos cinco jogos. Não é impossível, mas é indiscutível que se trata de uma situação extremamente delicada.

Mas não resta outra a coisa a fazer se não sacudir a poeira. O próximo compromisso será na sexta-feira que vem (2) diante do CSA. A partida contra os alagoanos será realizada no feriadão de Finados, às 21h30.