Futebol Maranhense

Moto x Imperatriz: a arbitragem para grande decisão

José Henrique de Azevedo Júnior é o árbitro Foto: Arquivo Pessoal

A Federação Maranhense de Futebol definiu a equipe de arbitragem para a grande final do Campeonato Estadual 2019. Para a partida deste sábado, às 17h, no Castelão, foram escalados um total de sete nomes entre trio de campo, reservas e auxiliares de fundo de gol.

O árbitro principal será José Henrique de Azevedo Júnior e os assistentes serão Raphael Max Borges Pereira e José Célio Amaral Rodrigues. Os dois árbitro reservas serão Maykon Matos Nunes e Eduardo Moraes Garcia. Os adicionais que ficarão no fundo do gol serão Jorge Luis Viana da Silva e Otávio José de Araújo Neto.

No primeiro confronto, no Frei Epifânio, na última quarta-feira, as equipes empataram em 0 a 0. Pela melhor campanha o Moto Club joga por um novo empate para ser campeão. Ao Imperatriz só a vitória interessa.

Atual campeão, o Moto Club busca o bicampeonato e o 27º de toda sua história na competição. O Imperatriz tenta ser pela terceira vez campeão maranhense.

Veja mais no GloboEsporte.com

Futebol Maranhense

Imperatriz e Moto empatam e decisão do título fica para o Castelão

Foto: Álvaro JR

Não houve gols nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Maranhense 2019. Jogando na noite desta quarta-feira (10), no Frei Epifânio D’abadia, Imperatriz e Moto não saíram do 0 a 0.

Com o resultado, o Moto agora está a um empate para conquistar o bicampeonato. Para o Imperatriz levantar a taça só a vitória interessa.

O jogo de volta da final do Maranhense sera realizado neste sábado (13), no Castelão. O jogo está marcado para às 17h.

Análise

A grande expectativa era que o Imperatriz pudesse se importar logo no começo do jogo, mas não foi o que aconteceu. Demonstrando a consciência tática que apresentou durante todo o campeonato, o Moto Club se impôs diante dos donos da casa e fez um jogo de disputa por espaço no meio-campo.

Aos poucos as equipes foram achando pequenas lacunas no sistema defensivo um do outro, mas não chegaram ao gol por motivos diferentes. O Imperatriz pecou muito no último passe e na decisão final do último terço, principalmente com Junior Chicão. E o Moto encontrou um goleiro Jean inspirado que foi personagem principal para a equipe da capital não ter aumentado sua vantagem.

Percebi um Imperatriz muito nervoso e tomando atitudes na busca por se impor e ser mais intenso, mas acabou se atropelando e pecando nas decisões. Não me agradou também a postura tática do Cavalo Aço, talvez por essa tentativa de resolver as coisas de qualquer jeito o time esteve muito espaçado.

Por outro lado vi um Moto muito tranquilo e extremamente consciente taticamente.  Um time maduro que ditou o tempo todo a temperatura da partida e se houvesse um vencedor este teria que ser o time rubro-negro.

 

Futebol Maranhense

Imperatriz x Moto: escalações e arbitragem para primeira decisão

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

Os primeiros 90 minutos da grande final do Campeonato Maranhense 2019 serão realizados na noite desta quarta-feira (10). Com expectativa de casa cheia, o Imperatriz recebe o Moto Club no estádio Frei Epifânio da A’abadia e a bola rola a partir das 20h15.

O Rubro-negro chega na decisão com a vantagem de fazer o segundo confronto em casa e ter a possibilidade de poder empatar na soma dos placares. Para o Cavalo Aço existe a obrigação de vencer pelo menos um duelo.

O Imperatriz vai em busca do seu terceiro título da história do Campeonato Maranhense. O Moto Club quer o bicampeonato sequencial e o de número 27 do Estadual.

O GloboEsporte.com e a Rádio Mirante AM transmitem a partida ao vivo. Confira as escalações das equipes e a arbitragem para o duelo.

Imperatriz: Jean; Gabriel Paulino, Tomais, Renan Dutra e Renan Luis; Sousa Tibiri, Xaves e Marcos Paullo; Lucas Campos, Júnior Chicão e Adauto. Téc. Ruy Scarpino.

Moto: Rodolfo; Diego Renan, Lucas Dias, Alisson e Matheus Mendes; Lucas Hulk, Naílson e Juninho Arcanjo; Evandro Russo, Léo Paraíba e Márcio Diogo. Téc. Wallace Lemos.

Arbitragem: o árbitro Paulo Mourão terá como assistentes Elson Araújo da Silva e Raelson Araújo. Quarto e quinto árbitros serão Ranilton Oliveira de Sousa e Gercino Menegussi Neto, respectivamente. Os adicionais serão Adriana Oliveira Carvalho e Alef das Chagas dos Santos Silva.

Futebol Maranhense

Sampaio fora do Estadual e Imperatriz na final

Deu Cavalo de Aço! Como esperado, o Imperatriz fez valer seu mando de campo e bateu o Sampaio Corrêa na disputa por uma vaga na final do Campeonato Maranhense 2019. O Colorado voltou a empatar com o Tricolor, desta vez em 1 a 1, e avançou a decisão do Estadual.

Os gols só vieram no segundo tempo. Renan Dutra fez aos 21 e Maxuel Samurai descontou aos 48, insuficiente para a Bolívia Querida que precisava da vitória .

O Imperatriz agora aguarda o vencedor do confronto entre Moto e MAC. As equipes se enfrentam neste domingo (7) e o Rubro-negro pode perder até por um gol de diferença.

Análise

O técnico Julinho Camargo até tentou correr atrás para ajustar o erro que cometeu no jogo de ida contra o Imperatriz e fez tudo que deveria lá corrigir, mas era o jogo errado. Como aqui proposto no BLOG DO AFONSO DINIZ o treinador se devolveu do equívoco de utilizar Medina como lateral-direito, retornou o Wanderson a função, tirou Patrick Mota e devolveu ao time um meia de origem, no caso o próprio Medina.

Mas era tarde demais, e a gente aqui já  adiantava que o jogo do Sampaio era o de ida. Nossa pergunta é: porque não fez isso na formação anterior? Como dizíamos, custaria caro e foi o Sampaio Corrêa quem ficou fora da vaga direta da Copa do Nordeste e uma das vagas do Maranhão na Copa do Brasil 2020.

Em suma, ficou bem claro que o técnico Julinho Camargo pecou sensivelmente na estratégia montada para a semifinal do Estadual. É tanto que agora o Tricolor só volta a campo em 2019 na Série C, esperamos que com a reflexão adequada devidamente feita ao tamanho deste clube chamado Sampaio Corrêa.

O que até agora foi apresentado é incompatível com tamanho financeiro e histórico do clube. Para o Brasileiro tem tempo. Só não tem é desculpa.

Futebol Maranhense

Sampaio erra em estratégia e Imperatriz leva vantagem para casa

Foto: Elias Auê/Sampaio

A decisão por uma vaga na final do Campeonato Maranhense 2019 entre Sampaio e Imperatriz ficou para a segunda partida. Jogando na noite desta terça-feira (2), no Castelão, as equipes empataram em 0 a 0.

Com o resultado, o Cavalo de Aço agora joga por um novo empate no duelo de volta. O novo confronto será realizado no Frei Epifânio, neste sábado (6), às 20h.

Análise

Foi notável e natural que o Sampaio teve mais volume de jogo. Afinal, o Tricolor tentava inverter uma vantagem, atuava em casa e jogava diante de um Imperatriz em linhas baixas, apostando nos contra-ataques. O único pedaço diferente desse panorama foram os primeiros 15 minutos do primeiro tempo em que o Cavalo de Aço foi bem melhor. Creio que o time visitante sentiu a falta de ritmo e é preciso pontuar a lacuna que teve na temporada por conta do seu adversário atuar na Copa do Nordeste.

Mas, acima de tudo, acredito que o técnico do Sampaio, Julinho Camargo, pecou na estratégia montada e também durante as alterações no percurso do jogo. Concordava que o treinador deveria mudar algumas peças em relação ao bom jogo contra o Bahia, mas não a maneira de jogar.

É elementar que o que deu mais certo na temporada foi uma dupla de maior saída de bola – Dedé e Eloir como únicos volantes. Contra o Imperatriz Camargo escalou Patrick Mota, utilizou três volantes e ficou alternando Dedé e Eloir como meia. Não funcionou e bola do Sampaio ficou bastante quebrada.

O improviso do Medina na lateral foi um problema para o time, que sofreu com as descidas do Jeff e Renan, além limitar todas as boas características do atleta. Não entendi ter sacado Odair do time, já que várias vezes o zagueiro Wanderson jogou em uma linha de quatro sendo o lateral-direito, improviso criado pelo próprio Julinho.

Nas mudanças do Sampaio faltou mais agressividade. Foram alterações protocolares no famoso “seis por meia dúzia”. Cristian na vaga Edgar, Ullisses em lugar de Samurai e, no fim, Cleitinho entrando para saída de Lucas Gabriel.

Depois disso, o treinador fez mudanças de tabuleiro como jogar Mota pra lateral e jogar Calmon como extremo. Por que não fazer a função com os atletas de gesto técnico melhor para função e com suas determinadas características?

A cautela custou caro, pois agora o Sampaio vai ter que decidir em Imperatriz e jogar com o Colorado fora não é como enfrentar Santa Quitéria – rebaixado que nem tem casa – e Pinheiro, como disse Julinho. Com todo respeito! É indubitável que jogar fora diante do Cavalo de Aço é tarefa mais difícil do Estadual para as equipes da capital. Pode custar caro o fato do técnico Julinho Camargo não ter abdicado de três volantes.

Futebol

Dos semifinalistas, apenas um clube não regularizou dívidas no TJD-MA

Parece que depois da divulgação da polêmica portaria das dívidas dos clubes no Tribunal de Justiça Desportiva as coisas vão ficando em seu devido lugar. Em entrevista no Bom Dia Mirante na manhã desta quarta-feira (27), a presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão, Márcia Andréa Pereira, fez uma retificação e disse que o Sampaio não deveria está na lista publicada em portaria e adiantou que a maioria dos clubes já a procuraram.

– Em verdade eu gostaria de fazer uma retificação. O clube Sampaio Corrêa de fato ele não deve e inclusive foi citado em uma portaria que não era a oficial ainda. Os demais clubes sim. Tanto que alguns já procuraram o Tribunal para parcelar dívidas, outros já pagaram porque as dívidas eram menores e tiveram outros que não nos procuraram. Os clubes que não pagarem ficam fora das competições por força da lei. O próprio CBJD determina que quando o clube não nos procurar nem para o parcelamento, nem para o pagamento, a sanção dele é a suspensão até pague a dívida – disse.

Márcia Andréa Pereira falou também sobre a crítica que o TJD-MA recebeu a respeito do momento da cobrança feita aos clubes, em plenas semifinais do Campeonato Maranhense. A presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão disse que notificou clubes e FMF e ainda concedeu novos prazos.

– Essas dívidas são referentes ao ano de 2017. Eu posso responder sobre de 2019, tanto que oficiei a Federação para chamar os clubes, porque os mesmos são afiliados a ela e a FMF me pediu um aumento de prazo de 15 dias, eu concedi, no entanto, um clube pagou outro não. A FMF pegou para si esse pagamento para não prejudicar o campeonato. Essa decisão não foi tomada agora. Vem sendo tomada desde minha gestão, quando chego para despachar os processos de 2019 estão lá. Não é verdade que os clubes não foram notificados. Eu jamais tomaria uma decisão arbitraria. Até mesmo no julgamento da Comissão Disciplinar, muitos desses clubes eles tem advogados e já saem sabendo do resultado do julgamento e os resultados são publicados – afirmou.

Por fim, a presidente do TJD-MA revelou que é provável que não haja paralisação do Campeonato Maranhense, pois dos quatro semifinalistas, três já estão com situação regularizada. A única pendência, segundo Márcia Andréa Pereira, é quanto ao MAC.

-Não só o Sampaio está adimplente. Desde a publicação desta portaria os clubes vem nos procurando. O Imperatriz nos procurou e inclusive o dirigente do Imperatriz está na cidade, esteve ontem (terça) no Tribunal e vai oficiar um pedido de parcelamento. O Moto Club pagou e então só falta um clube nos procurar que é o Maranhão – finalizou.

Em nota o Maranhão Atlético Clube disse que “o Maranhão esgotará todas as instâncias recursais e caso não obtenha êxito procederá o adimplemento devido.” O Quadricolor informou ainda que “em nenhum momento, a diretoria do MAC foi notificada sobre débitos junto ao TJD-MA, exceto pela repercussão da citada portaria nos meios de comunicação. Ciente, após consulta ao referido tribunal, da existência de dívida no valor de R$ 4,3 mil, relativa à multa por atrasos de jogos na temporada passada e ao ex-auxiliar técnico Zé Augusto, expulso em partida contra o São José, o Maranhão esgotará todas as instâncias recursais e caso não obtenha êxito procederá o adimplemento devido.”

As semifinais do Campeonato Maranhense começam no próximo dia dois de abril, com o jogo entre Sampaio e Imperatriz. Dois dias depois será a vez do duelo de ida entre MAC e Moto. Ambos os confrontos da fase de ida acontecem no Castelão.

Futebol Maranhense

Semifinais do Maranhense serão realizadas só em abril

A FMF remanejou as datas da semifinais do Campeonato Maranhense 2019 para o mês de abril. Por conta de jogos de Sampaio e Moto na Copa do Nordeste, logísticas e partidas sequências no Castelão, o confrontos acabaram sendo agendados somente para o próximo mês.

A partida de ida entre Sampaio e Imperatriz será realizado na terça-feira (2), às 20h15, no Castelão. O primeiro jogo entre MAC e Moto foi agendado para quinta-feira (4), às 20h15, no Castelão.

As datas dos jogos de ida depende de uma possível classificação de Moto e Sampaio na Copa do Nordeste, que é bem remota para ambos. Para Imperatriz e Sampaio, no Frei, duas opções: dia 06/04 (sábado), às 20h (caso o Tricolor não avance no Nordestão) e 10/04 (quarta), às 19h30 (Se a Bolívia Querida avançar no regional).

Para a volta do Maremoto a FMF deixou também duas opções: em caso de insucesso motense na Copa do Nordeste o jogo ocorre 07/04 (domingo), às 16h, ou se avançar no Nordestão a volta fica para 11/04 (quinta), às 20h15, ambas opções no Castelão.